sexta-feira, 17 de junho de 2011

KARNAK SETI

Se imaginarmos uma fusão entre a “New Wave of British Heavy Metal” (N.W.O.B.H.M.) e o hardcore punk, poderíamos obter um novo conceito musical, conhecido por thrash metal (que se define por ser uma das variantes do metal mais pesada, com ritmos agressivos e rápidos, nos quais recorrem frequentemente a bombos duplos na bateria - como no speed metal -, onde as vozes variam entre sons rasgados até vocal gutural, com baixos pujantes e marcantes a servirem de apoio instrumental a uma lírica de protesto, normalmente carregada de frases de ordem, de destruição e caos). Esta tendência musical tornou-se de tal forma abrangente, que a Madeira (onde existe um núcleo duro de fãs deste género) não lhe foi indiferente, e serviu de palco para o aparecimento de algumas bandas importantes com este tipo de som, como é o caso dos Karnak Seti, que representam, no momento, o marco maior deste estilo, sendo a banda regional com maior projeção a nível nacional. Os Karnak Seti iniciaram-se em 2001, e desde então, já passaram por algumas mudanças na sua formação, tendo inclusive, em 2008, recrutado para a bateria o Luís Barreto, exímio baterista auto-didacta, que começou por tocar em bandas com algum peso na Camacha, como os Perfect Sin e os Klinika. Foi já com o Luís na bateria que os Karnak Seti gravaram o seu álbum de estreia em 2009 “Scars of my Decay”.


Link
FACEBOOK: clique aquiMYSPACE: http://www.myspace.com/karnakseti
SITE: http://www.karnakseti.net/


FORMAÇÃO:
Luís Barreto (Perfect Sin, Klinica, Noise Riders) - Bateria
Luís Erre - Voz
António Jesus (Tó) - Guitarra
Reno Ramos - Guitarra
Cláudio Aguiar (Xouda) - Baixo












1 comentário:

Anónimo disse...

nice stuff