domingo, 20 de julho de 2008

SORA TEMPLE








Os Sora Temple são um colectivo maioritariamente feminino no qual – que me perdoem a vertente masculina -, elas demonstram que quem veste as calças na banda são elas. Fazem uma "pop musculada" ou um "rock suave melódico" (uma sonoridade intermédia entre dois planos distintos, que plana sobre estes dois universos antagónicos da pop e do rock; sem serem incongruentes, fundem ambos os estilos, descambando numa lógica conceptual, que acaba por ser a sua definição musical). Existem todos os elementos rock da escola de Iggy Pop, mas ao ouvirmos atentamente, encontramos mais elementos a fazer lembrar, por exemplo, umas Riot Grrrls (Bikini Kill, Bratmobile, etc): rock descarnado, directo e simples, com guitarras e baterias rápidas (a carolina (Carol's Broken Cables) na bateria é muito coesa e orgânica, onde os breaks são uma continuidade do ritmo, sendo um suporte muito forte para o todo instrumental) porém com uma sensibilidade sonora, onde as guitarras ganham muito pela subtileza e pela melodia. Ao juntarmos a tudo isto, temos a vertente lírica que, com um rasgo de atrevimento, não se coíbem de cantar os desvarios de uma porno star ou de uma street maniac, de uma perspectiva que nunca seria escrita por um homem. Se imaginarmos que, num contexto global, a Patti Smith ou a Janis Joplin abriram o caminho às mulheres no rock, que até à data (anos 70), era um universo exclusivamente misógino e masculino, num contexto mais regional, no caso específico da Camacha, os Sora Temple foram a primeira banda liderada por senhoras que, quais Delta 5, ou até mesmo uma PJ Harvey, de sapatos de salto alto e guitarra em punho, ditaram as regras da casa e reservaram, para sempre, um lugar para as raparigas nos palcos desta terra.








"Memories out of night" - concerto de homenagem a Sérgio Freitas (2012)



"Memories out of night" - concerto de homenagem a Sérgio Freitas (2012)



Formação:
Ana Mendonça - Voz
Rafaela Botta - Guitarra, 2ª voz
Carolina Andrade (Carol's Broken Cables) - Bateria
Joaquim Batista - Baixo
Ricardo Andrade (Carol's Broken Cables, Yume, D-Tuned) - Guitarra

Única actuação Camacha 2003. Em 2012 voltaram a reunir-se no concerto de homenagem a Sérgio Freitas.

Sem comentários: